segunda-feira, 16 de julho de 2018

De volta para casa

Olá à todos.Chegamos Sábado à tarde de Portugal.Foram dias muito felizes. O sol,o mar,os amigos,a comida,a família,a arquitetura e o povo Português,que tanto eu amo. Ai que saudades.A cada volta para casa,é difícil,muito difícil. Ainda precisamos de 6 anos para voltar à viver em Portugal. Estive muito na dúvida se voltaremos para Lisboa ou Algarve,mas sem dúvida o Algarve. Lisboa é maravilhosa,cheia de vida o ano tudo.,mas, eu amo o mar e a calmaria do Algarve. De volta a realidade e a rotina. Ainda de férias,eu e João. Marido já recomeçou hoje. O meu pobre jardim sentiu muito minha ausência. É que teve uma seca muito grande cá na Bélgica,com 3 semanas sem chover,coisa que é rara. Só uma das minhas plantas no vaso sobreviveu. As Hortências estão tristes. Mas as rosas estão deslumbrantes. Boa semana queridos,com amor!❤
























sexta-feira, 13 de julho de 2018

Amadora

Há 13 anos que conheço e frequento Amadora. O tempo que  vivo com meu marido. Aqui viveu meus sogros. Hoje fiz o caminho que fazíamos,eu e minha sogra ,todas as vezes que vinha cá e ela tinha saúde para caminhar. Talvez, seja à última vez que faço estes caminhos.



    Aqui,atravessamos muitas vezes, para irmos ao mercado em Benfica.

     Nestes prédios coloridos,um deles era dos meus sogros. Marido e cunhados já venderam,deixando somente as lojas.
     As flores sempre atira meu olhar!
       Em baixo do apartamento dos meus sogros ,o café Scala. Muitas vezes frequentamos com meus sogros.
     Meu João adora ir ao Scala. Adora  a simpatia dos Portugueses.
   Enfrente o prédio,a churrasqueira,com um franguinho delicioso . Ao lafo,o alfaiate Africano. Nunca vi tanta habilidades na costura. Sempre trago roupas para arranjar.
    Muitas árvores e flores por todo lado.
            Muitas árvores,muito verde.
    Adoro à arquitetura Portuguesa.
    As buguevile  por todo lado.Amo estas flores que reporta-me à Tropicália.


No mercado de Benfica

            A fruta com tanta variedade.
              O peixinho sempre fresco .
     É tanta variedades. Sardinhas..carapau..
    Pode escolher à vontade. Que riqueza!
    Um buquê de flores sempre ! Ela amava as flores,assim como eu.
      Com toda simplicidade,o seu charme.
    Casarões em cores. Quanta vida.
             A igreja que ela foi velada.
        Casarões abandonados.
    Uma casinha encantada. É uma creche.
   Cores e flores,lindo trabalho.
    Uma casa Portuguesa,com certeza.
    Enfrente o prédio da sogra,nesta rua já é Venda Nova. Casas germinadas à venda. Fiquei tentada. Daria uma otima casa depois de reformadas. É que aqui tenho tudo à mão. A manicure,cabelereira,os restaurantes,supermercados,o café e os amigos. O aeroporto e Shopping há 15 minutos. Mas,penso que voltaremos para o Algarve. Vamos ver.

Minha sogra era uma ótima companhia. Além das flores,frutas,peixe e pão,sempre íamos nas lojas de bairro. Nunca voltava de mãos vazias,era tão querida. Tudo me faz lembrar dela. Esta semana em Lisboa,foi uma despedida. Fiquei triste,muitas vezes. Sair sozinha,sentido-me perdida.A vida segue. Gratidão por tudo minha querida!