sábado, 14 de maio de 2016

Tempo para ser feliz

Felicidade é um estado de espírito presente. Não podemos ser felizes no passado, porque o passado é apenas uma lembrança, tampouco podemos ser felizes no futuro porque o futuro é apenas uma promessa.

Felicidade é algo que acontece em um tempo chamado “agora”!
O tempo não é o mover dos ponteiros do relógio, mas sim como nós percebemos, vivemos e sentimos este intervalo.O tempo medido é diferente do tempo vivido!Já notou que há meses que passam depressa e outros que demoram a passar? Anos que voam e outros que “engatinham”? E no final acabamos sempre declarando:– “… não tive tempo para nada!”.

Ficamos tão envolvidos com as dificuldades que não sobra tempo para sermos felizes…

O problema não é o tempo, somos nós. Excesso de tempo medido para pouco tempo efetivamente vivido!

Ficamos vítimas da sucessão de fatos cotidianos, de uma rotina que passa a ser automaticamente repetida, sem que tenhamos consciência dela. Vivemos cada dia como quem troca a marcha do carro, num verdadeiro automatismo. E, depois, quando olhamos para trás, vemos que muito tempo se passou e muito pouco se realizou; o tempo medido é enorme, mas o vivido é muito pequeno!
Sejamos sinceros, estamos de fato vivendo ou só medindo o tempo?

O tempo é um só. Nossas referências e vínculos emocionais com ele é que mudam: nossas lembranças são o passado, nossas oportunidades são o presente e nossas esperanças são o futuro.

Quando dizemos que estamos sem tempo para ser feliz, isto é uma declaração de que fomos engolidos pelo dia-a-dia e pelos problemas não resolvidos. Deixamos de respirar o ar da alegria e de colher as flores do jardim do Hoje!

Fugir para as lembranças é uma de nossas principais fraquezas. Nada garante que nossas lembranças felizes (ou não) vão se repetir. Não é porque algo deu certo de determinada maneira, em determinada época, que dará certo de novo em outra época, sob novas condições.

Um simples pedido de desculpas feito agora pode eliminar todo um passado de tristezas e mágoas.

“Viva completamente cada momento presente e o futuro tomará conta de si mesmo. Viva intensamente o maravilhoso, o belo de cada instante. Pratique a presença da paz. Quanto mais você fizer isso, mais sentirá a presença desse poder em sua vida.”
Use seu tempo em favor da vida. Não perca tempo com reclamações, mágoas, sentimentos de inferioridade, baixa autoestima, preconceitos e atitudes de autodestruição. Isto é uma forma lenta de suicídio. Fazendo isso você está se matando aos poucos. Primeiro morrem seus sonhos, depois a sua motivação, depois a sua atitude e, assim, dia-a-dia você vai destruindo suas possibilidades de ser feliz
 Felicidade não é possuir tudo o que você deseja, mas aprender a amar tudo o que você possui.amar o que você faz, sentir sua importância e a dos outros no cenário da vida e uma forte atitude para tornar as coisas que estão ao seu alcance melhores do que elas eram antes da sua chegada.
 Felicidade é uma porta que se abre de dentro para fora. Ao abrir esta porta, o que você tanto espera poderá, finalmente, entrar!♡♡

texto :Carlos Hilsdorf
imagens:Patricia Merella




5 comentários:

Unknown disse...

Quelle belle vérité !
Vivont l'instant présent et emmerveillons nous de chaque petit bonheur !

Crocheteando...momentos! disse...

Uma reflexão que deve ser feita de vez em quando!
Apesar de não ser a vida que queria...tento sentir_me feliz...a cada dia que passa!
Para amanhã... um domingo radioso e sinta_ se bem feliz!!!

Carmem Grinheiro disse...

Lindo, Patrícia.
Felicidade também é se perder nas flores, tão lindas, que tantas energias boas passam.
bjn amg

Liliane de Paula disse...

Eu faço os 2. Contando o tempo e tentando ser feliz.

Diana Machado disse...

"Fugir para as lembranças é uma de nossas principais fraquezas.", tenho muito esse problema