quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Sobre o que está acontecendo em Bruxelas:















Há um tempo  atrás eu imigrei para  uma  cidadezinha  Portuguesa no Algarve-Portimão e vivia  feliz da vida. Dois anos depois,conheci uma Brasileira que namorava um Belga e este precisava de um Homem para administrar sua empresa na Bélgica,pois o mesmo iria viver em Portugal e assim começou a minha história com a Bélgica. Dois meses  meu marido  se mudou para Bélgica.Eu e marido tinhamos trabalhos em Portugal,mas já sentiamos  que a "crise" logo se instalava.Treis meses que o marido já estava instalado na  Bélgica,fui visita-lo. Tinha sorte que minha mãe vivia comigo em portugal  e  eu pude deixar João com ela. Fiquei tão apaixonada pela Bélgica,cheguei com neve em plena Páscoa,tudo tão lindo e melancólico,a arquitetura,as paisagens,a segurança,a lingua, tudo novo para mim.Desfrutei de uma paz sem igual nos últimos 7 anos. E vou continuar em paz, pq um governo que pára uma cidade por 8 dias apenas pela possibilidade de um atentado me passa MUITA segurança. Veja bem, não morreu ninguém aqui. Nenhuma bomba explodiu. Eles estão fazendo operações preventivas, buscando suspeitos e armamentos. No centro da cidade entraram em casas, revistaram carros, abriram bolsas sem tumulto ou agressões.
A reportagem do Fantástico foi leviana, deturpadora e manipulou vcs, queridos brasileiros que vivem no Brasil a ficarem aterrorizados e receosos por nós que moramos aqui. “Esqueçam Mariana, esqueçam o fogo na Chapada, esqueçam o Cunha, esqueçam a corrupção e olhem “o ninho do terror da Bélgica”, ohhhhhhhhhh que "medaaaaa"!
A Bélgica contabiliza menos de 10 pessoas mortas por ano em atentados. No Brasil, 160 pessoas morrem de forma violenta por dia.
Voilà, não troquei 6 por meia dúzia!
Alguém faz o favor de acalmar  meus familiares e meus amigos no Brasil que assistiram essa reportagem sensacionalista! Estamos todos bem, um pouco mais cautelosos mas aqui a vida continua, como aí também!

Vivi anos de tensão pela insegurança em Salvador, vivia em alerta, com medo! Perdi a conta de quantas pessoas vi sendo assaltadas,iinclusive eu . Vizinhos sendo sequestrados e mulheres próximas a mim sendo violentadas sexualmente! Diante de um pessimismo sem tamanho me sentia insegura e infeliz em viver em Salvador!
Desculpa o desabafo ,mas eu precisava esclarecer isto para vocês! obs:Estas fotos foram feitas por um jornailsta Belga.Com todo meu amor de sempre!

13 comentários:

O meu pensamento viaja disse...

Bravo, Patrícia!
Gosto dessa atitude. É claro que existe terrorismo, mas existe em todo o mundo. A comparação que fazes om o Brasil tem toda a razão de ser.
Beijinhos, querida

Isabela A. disse...

Que nada de ruim aconteça à Bélgica antes que eu possa visitá-la. Fico feliz que aí as pessoas tenham a segurança que merecem, pois você já deve saber que aqui no Brasil a situação não é a mesma. Tenho parentes na França e Espanha e espero poder viver na Europa um dia, talvez quando a situação por aí estiver menos tensa. O pior de tudo é que dizem que também há possibilidades de haver atentados no Brasil quando tiver as Olimpíadas, e eu duvido que estaremos preparados para isso. :(

http://penseeadistance.blogspot.com.br/

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Pois é minha amiga estas fotografias mostram como as coisas na Europa estão a mudar parece que estamos a atravessar tempos de guerra é uma tristeza termos que viver assim.
Um abraço e bom fim de semana.

jussara mercaldi disse...

Oi Patricia fiquei mto feliz por estar tdo bem por ai apesar dos pesares ,que Deus continue abencoando e protegendo a todos nos !!bjus e bom final de semana e como a vida nao pode parar estou anciosa pela sua mesa de natal !! bjus

Anónimo disse...

Nossa Patrícia, sensacional seu depoimento! Acho que nunca comentei aqui, mas saiba que sou sua leitora e admiradora assídua! Quando vi as fotos deste post, antes de ler, pensei cá com meus botões: "Triste isso, mas é nossa realidade diária aqui no RJ, claro que por outros motivos". Te entendo e concordo com vc totalmente. Não assisti à reportagem, mas posso imaginar o sensacionalismo!
Tenho um filho quase da idade do seu João, e, hoje em dia, lamento profundamente não ter emigrado.
Luciene (luciene.bastos@ig.com.br)

Paula RB. disse...

Cara Patricia, que tudo se tranquilize aí e que tenham um Natal e final de Ano lindo, como merecem.
Meus aplausos por sua visão arguta e preciosa, de abrir os olhos e mentes dos brasucas aqui, que precisam tornar seu comportamento mais crítico e mais perceptível às verdades verdadeiras e não aquelas que querem nos impor, quase uma verdadeira lavagem cerebral.
beijos mais

Jeito de Casa disse...

oi Patricia

Como eu não vi a reportagem do Fantástico nem estava sabendo de nada.
ADorei tua sinceridade de sempre.
Que em breve td volte ao normal amiga.

Bjo no coração
ana

O meu pensamento viaja disse...

Bom fim de semana, flor.
Por aqui um dia lindo de sol.
Beijinhos

Liliane de Paula disse...

Vc vive num paraíso e nós aqui num inferno em vida.
Sem segurança alguma porque a Polícia não dá conta de tanto bandidos e que quando prende essa justiça de m.......manda soltar.
Não saia daí nuncaaaaaa.
Criar seu filho num lugar decente, não consegui.
Mas, vendo meu exemplo, são decentes.

Sua mãe é um boba de voltar antes do tempo.
ela pode ficar aí por 6 meses(visto de turista?)

Crocheteando...momentos! disse...

As fotos mostram uma realidade que nos pode causar alguma apreensão...contudo temos que olhar em frente! Também vivi a guerra em Angola e compreendo_a lindamente! Bj e que a paz se instale rapidamente entre os povos! Bj amigo

Crocheteando...momentos! disse...

As fotos mostram uma realidade que nos pode causar alguma apreensão...contudo temos que olhar em frente! Também vivi a guerra em Angola e compreendo_a lindamente! Bj e que a paz se instale rapidamente entre os povos! Bj amigo

Cássia Pereira disse...

Acompanho seu blog e gostei muito de sua explicação pois so quem vive no lugar pode honestamente falar sobre o assunto.

Helena Pereira disse...

Olá Patricia.
Concordo com você. O que estamos a viver na Europa é um momento de tensão e complicado. Pode acontecer em qualquer lugar. No entanto há sítios com problemas bem mais complicados. Tenho família em Paris e conhecidos na Bélgica e no Luxemburgo é normal ficar preocupada mas temos de seguir em frente.
Beijinhos grandes.