sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Feliz Sexta






















Gente,muito obrigado pela força e carinho no post anterior.Apesar de tudo sou feliz neste pequeno pais que acolheu-me .Uma menina em um grupo que sigo escreveu isto:
Ser imigrante é falar uma língua nova carregada de sotaque aqui e uma língua materna carregada de sotaque lá. É ser estrangeiro na tua própria terra, é ser estrangeiro na terra que te acolhe. Imigrantes são seres híbridos carregados de riqueza cultural prontos para viver e conviver com o diferente.
Ser imigrante é uma pessoa de alma trincada que vai pelo mundo, uma alma insatisfeita que procura crescimento sempre, seja espiritual, econômico ou de conhecimento.Eu achei interessante.Deixo esta casinha de campo para voces ,com carinho....

5 comentários:

Liliane de Paula disse...

Patrícia, queria ser imigrante, como vc, acredita?
Um país(aqui)que tem 137 mortes violetas por dia, nunca será meu país. Sem contar asa mortes do dia seguinte, viu?
Vc tem sorte, mesmo com toda dificuldade, de está longe dessa guerra.
Não adianta, para mim, culpar governo. Aqui é sempre assim. Culpado são os outros, sempre.
A culpa é do povo que elege o governo que está aí.
O seu filho não merece um país, assim. Fique aí.

Liliane de Paula disse...

Eita: "mortes violentas" e não violetas.

Calu B. disse...

Patrícia,
apesar da definição carregada de verdades, há outras nuances que precisam virem à vista, como: a qualidade de vida no país que se vive.Pese o funcional junto ao emocional e equilibre a falta de um lado com a abundância de outro.
:)Bom final de semana.
Bjos,
Calu

Rosaria Amorim disse...

Menina vc posta cada casinha de campo, que não tem nada em comum com as que eu conheço por aqui. Lindas.Um bj

simplesmentefascinante disse...

Bom dia, Patrícia,
aqui:7:14 manhã de quarta-feira de cinzas, com chuvinha bem fininha e céu nublado.
enfim...as pessoas aos poucos voltam ao normal, depois 3 dias de folia.
...ser imigrante é ter saudades quando sai e ter saudades quando volta...há que se ter um coração enorme pra caber tantas saudades.
O importante é se sentir bem aonde se está.
bjão e uma quarta cheia de coisas boas.
Mari